Caros leitores e amigos,

Antes de mais, desejamo-vos um Feliz Ano Novo, com muita prosperidade e sucesso.
A partir de outubro, devido a dificuldades técnicas, não nos foi possível atualizar o blogue. Pedimos, por isso, a vossa compreensão. Ao entrar em 2013, com a ajuda da Professora Cidália Teixeira, a quem agradecemos, conseguimos ultrapassar esta dificuldade e cá estamos de novo para vos dar conta do que aconteceu entretanto. 
Em outubro celebrámos a Festa de São Luís e de Nª Senhora de ao pé da Cruz, dinamizada pelas disciplinas de Educação Visual / Educação Tecnológica, com a colaboração da biblioteca escolar.
Convidamo-vos a consultar a ligação e a rever esta atividade que visa manter viva uma das nossas tradições mais criativas.
Em outubro, ainda comemorámos o Mês da Biblioteca Escolar com um espaço de opinião aberto a todos os utilizadores, em forma de flor, acerca do que é a Biblioteca Escolar. Foi muito interessante conhecer a opinião dos utilizadores. E o resultado final foi atrativo e colorido.
Também em outubro, no dia 22, no âmbito do projeto concelhio "Olhão a Ler", todas as turmas ouviram ler um texto literário apropriado à faixa etária dos alunos sobre a temática do livro e da biblioteca.




AS FLORESTAS SÃO BIBLIOTECAS (para o 2º Ciclo)
     
As árvores como os livros têm folhas 
e margens lisas ou recortadas,
e capas (isto é copas)
 e capítulos de flores e letras de oiro nas lombadas.

 E são histórias de reis, histórias de fadas, 
as mais fantásticas aventuras,
que se podem ler nas suas páginas,
no pecíolo, no limbo, nas nervuras.  

As florestas são imensas bibliotecas,
e até há florestas especializadas, 
com faias, bétulas e um letreiro a dizer:
 «Floresta das zonas temperadas». 

É evidente que não podes plantar no teu quarto, 
plátanos ou azinheiras. 
Para começar a construir uma biblioteca,
basta um vaso de sardinheiras.

 Jorge Sousa Braga, Herbário, Lisboa, Assírio & Alvim, 1999               




Oportunamente, traremos mais notícias.



Sem comentários: